terça-feira, 25 de abril de 2017

Antecipando o Dia da Liberdade


A comemoração do Dia da Liberdade, 25 de abril, conta com uma exposição sobre a visita de estudo realizada pela turma 12ª 6 ao Museu do Aljube, no âmbito da disciplina de história. A ideia foi recriar parte da visualização feita pelos alunos, incluindo a representação de um curro, onde o prisioneiro aguardava a passagem do tempo, tentando não desesperar.

Antes da inauguração da exposição fizeram-se quatro  leituras fundamentais :
- "As portas que abril abriu", por Inês e Carolina Valentim.
 "Queixa das jovens almas censuradas", pela professora Amélia Lopes.
Acordai!", pelo aluno Diogo Santos.
 O mesmo poema foi cantado depois a duas vozes pelos professores Eduarda M. e J.C. Maurício.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Dia Mundial da Poesia


Lembrado em vários lugares e por diversas pessoas, o Dia Mundial da Poesia foi também assinalado na Biblioteca.
A BE vestiu-se com as cores da poesia e as letras dos poetas: os consagrados e os aspirantes a poetas que, com a orientação dos professores, escreveram textos sobre diferentes temáticas que estão, agora, expostos na biblioteca.

Tudo o que cessa é morte
e a morte é rosa.
Tudo o que vai não volta.
Tudo o que é sério pouco nos importa.
Na vida ou na morte.
Caia o cidrão, sofra o povoador, cesse
A morte, o grande autor.
Colhe as flores, mas larga-as.
Esquece a matéria.
A amoreira é plácida, verdadeira.
Teu amor é a minha loucura.
Tua risada junto à videira.
Seja assim a vida inteira,
Dentro do nosso almanaque.


Iara, nº 13,  Rodrigo, nº 21 - 8º 6

Perdi-me aqui dentro,
Perdi-me dentro da minha alma,                                                     
Percorro-me em salas grandes, sem frestas nem entradas, 
Preso num sítio sem saída.

A minha coragem fugiu pela fortaleza acima                            
A coragem desapareceu pela escada abaixo                                     
Muitas vezes me perguntei e nunca achei solução
Que está muito longe de ser descoberta

Seja a mágoa, a bebedeira da punição,                                          
Seja isto ou outra coisa qualquer.                                                    
Não sei se a existência é pouco ou demais para mim

Não sei como me sinto em relação à vida                                    
Mas sou enigma sem mistério no ocidente                                        
E serei facilmente descoberto à beira-mar.

Marino Pereira, 8.º3, n.º 15

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Ele é... como hei-de dizer?


 O exercício proposto aos alunos do 3º ano dos curso profissionais TAI (Técnico de Apoio à Infância) e TE (Técnico de Eletricidade), consistia na redação de um pequeno texto em que fizessem o elogio de uma pessoa ou animal, sem utilizar adjetivos.
Depois de vencida a resistência inicial, os alunos empenharam-se e deixaram a sua imaginação fluir, sem pouparem  nas expressões que ajudavam a clarificar o seu objeto de escrita.

Miúdos a votos - a campanha

Iniciaram-se, esta semana, as primeiras ações da campanha de divulgação das obras escolhidas pelos alunos participantes nesta iniciativa: apresentação da obra candidata aos colegas da turma,os primeiros a convencer, antes de experimentarem fazê-lo noutras turmas.
Os cartazes publicitários também ainda estão a ser preparados e o grande debate, entre todos os candidatos,  só se realizará na 2ª semana de março.

Autores do mês

 
 Jorge Amado foi o autor escolhido para o mês de fevereiro, colocando-se particular enfoque no estudo da sua obra "O gato malhado e a andorinha Sinhá" . O famoso escritor brasileiro emparceira com a sua companheira de vida, Zélia Gattai, uma autora menos conhecida mas com  um particular talento, que só veio a público com a publicação do livro de memórias: "Anarquistas , graças a Deus", em 1979.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Semana do Combate ao Bullying


A biblioteca recebeu dois livros oferecidos pela psicóloga Sónia Seixas, oradora numa palestra organizada no âmbito da Semana do Combate ao Bullyng, enquadrada no projeto Erasmus +, coordenado pela professora M. João Lynce.


Exposição - Textos de escrita Criativa


Os melhores trabalhos realizados pelos alunos do 9º ano, no âmbito do projeto de escrita criativa, foram expostos na biblioteca e os alunos receberam pequenas lembranças para os incentivarem a prosseguir a leitura e a escrita, entendidas como tarefa escolar mas também como fruição e exercício de criatividade, livre e pessoal.